Os Blogues na Hora da Nossa Morte

Outubro 21, 2005 às 11:42 am | Publicado em Media & Jornalismo | 1 Comentário

Eduardo, ex-jornalista do El País

Morre o marido e a mulher recebe visitas através do blogue do seu saudoso esposo

_________________

Eduardo Haro Tecglen tinha 81 anos de idade. Jornalista e escritor, Eduardo mantinha uma coluna no prestigioso jornal espanhol El País. Mas, mesmo assim, arranjou um canto pessoal na blogosfera, onde lançava as suas ideias. Depois de ter almoçado, em Madrid, com o director do jornal para qual escrevia, no passado dia 17, o jornalista sofreu um ataque cardíaco e, imediatamente, foi transferido para um Hospital, onde viria a falecer.

Antes da sua morte, Eduardo Haro Tecglen tinha escrito, no seu blogue, um último artigo, intitulado “Fome para Todos”, referente ao Dia Mundial da Alimentação. Horas mais tarde, foi a mulher quem derigiu-se, ao blogue, para dar a informação de que o marido estava a passar mal e que tinha poucas chances de escapar com vida.

Às 9h 47mn, do dia 18, Concha Barral, viúva de Eduardo Haro Tecglen, escrevia: “Nos hemos quedado solos”, ou seja: “Ficamos sós”. O marido não tinha resistido e acabaria por falecer.

Como o jornalista tinha indicado que os seus restos mortais deviam ser doados à Investigação Científica, a mulher avisou, no blogue, que não haveria funeral, pelo que os amigos e apreciadores do antigo jornalista podiam deixar os seus pesares no blogue, que, neste momento, está com mais de 2300 visitas, desde que informou sobre o ataque cardíaco do seu autor.

Anúncios

Cabo Verde Melhorou em termos da Liberdade de Imprensa

Outubro 21, 2005 às 11:13 am | Publicado em Media & Jornalismo | 1 Comentário
Esta é a conclusão que se pode tirar do relatório anual dos Repórteres Sem Fronteiras, um organismo internacional, com sede na França, que avalia o exercício do direito à liberdade de imprensa em todo o mundo
_________________
Fazendo a devida vénia ao Liberal, realçamos que “Cabo Verde sobe nove degraus na classificação anual sobre “liberdade de imprensa” dos Repórteres Sem Fronteiras, RSF, uma organização internacional de defesa dos direitos da “liberdade de imprensa” que luta contra a falta dela nos cinco continentes há mais de dezoito anos.
No relatório de 2005, publicado por aquela organização que corresponde ao ano que vai de Setembro de 2004 a Setembro de 2005, Cabo Verde, num conjunto de 167 países, deixa de aparecer na 38ª posição que ocupava no relatório de 2004, passando para a 29ª posição, ultrapassando países conhecidos como os impulsionadores dos direitos da “liberdade de imprensa” como os Estados Unidos da América que “perdeu mais de vinte posições”, ficando agora na 44ª posição, a França que também “perdeu várias posições”, sendo relegada para a 30ª posição, Austrália (32ª), Espanha (40ª), Itália (42ª), para citar apenas alguns dos mais conhecidos”.
Ler Mais

Site no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.