6º Prémio Ethos de Jornalismo Destaca Iniciativas Editoriais

Março 31, 2006 às 9:23 am | Publicado em Media & Jornalismo | Deixe um comentário

8921.jpg«O 6º Prémio Ethos de Jornalismo – Edição Especial vai premiar, este ano, as iniciativas editoriais dos media que mais contribuíram para mudanças sustentáveis dentro das empresas. “É uma edição extraordinária que pretende incentivar as editorias como um todo, ao invés de apenas uma matéria, um repórter. Resolvemos incentivar os suplementos, cadernos, editorias, séries de reportagens e programas específicos”, informou a coordenadora do prémio, Inês Berloffa. A premiação acontecerá no dia 21 de Junho, durante a Conferência Internacional – Empresas e Responsabilidade Social 2006 do Instituto Ethos». Ler Mais

Anúncios

2005: Menos Liberdade de Imprensa, menos jornalistas mortos

Março 30, 2006 às 10:05 am | Publicado em Media & Jornalismo | Deixe um comentário

Daniel Pearl.jpg«Em 2005 65 jornalistas foram mortos em serviço, menos 13 que em 2004, mas a liberdade de imprensa continuou a estar em perigo em muitos países, segundo o relatório anual do Instituto Internacional de Imprensa, hoje divulgado.

O Iraque, onde 23 jornalistas encontram a morte o ano passado, "continua o local mais mortífero no mundo para a profissão", constata a organização de defesa dos jornalistas e da liberdade de imprensa no documento, intitulado "Guerras mediáticas: ano zero", que passa em revista a situação em 175 países.

Depois do Iraque as Filipinas são o local mais perigoso, com nove mortes registadas em 2005, seguindo-se o Bangladesh e o Haiti, com três jornalistas mortos, cada, tendo os restantes 27 casos mortais ocorrido em 18 países». Ler Mais

Sara Lopes quer acabar com o jornal “Horizonte”

Março 30, 2006 às 9:37 am | Publicado em Media & Jornalismo | Deixe um comentário

Sara Lopes.jpg«Parece sina. Todos os governos o odeiam, mas nenhum se desfaz dele. Foi assim com o último governo do MpD. Prometeram acabar com o jornal “Horizonte”, mas, em vez disso, resistiu e passou a ser diário. Por sinal, o único, até então, no País. Já com o PAICV no Poder, foi uma das primeiras promessas de JMN: “ainda que o tenha que fazer no último dia do meu mandato”, dizia o Primeiro-Ministro em 2001. O jornal resistiu a essa vontade de JMN. Outras ameaças se sucederam, à medida que novos ministros iam aparecendo. Agora foi a nova Ministra, Sara Lopes, a prometer que vai mesmo dispensar os trabalhos do “Horizonte”. Quem viver verá». Ler Mais

Jornalistas Cabo-verdianos passeiam por Israel

Março 30, 2006 às 9:23 am | Publicado em Media & Jornalismo, Política | 1 Comentário

band21.jpgDe acordo com a notícia do jornal A Semana On-line, "Dois jornalistas cabo-verdianos, familiarizados em problemas de população e saúde, deverão visitar Israel dentro em breve no âmbito de uma visita de estudos que aquele país do Médio Oriente conta realizar. Além de jornalistas cabo-verdianos, fazem parte da referida operação de charme profissionais do Senegal e do Mali. Em Cabo Verde existe a Rede de Jornalistas em População (REJOP), dirigida por Isabel Medina, que tem realizado acções de sensibilização em torno do Sida, educação sexual, alcoolismo," entre outros. Ler Mais.

Preferia que os responsáveis respondessem…

Março 28, 2006 às 1:09 pm | Publicado em Media & Jornalismo, Política | Deixe um comentário

logo-tcv1.gifQue significado o serviço público de televisão tem em Cabo Verde? Esta é basicamente a questão que encerra as grandes preocupações de qualquer cidadão cabo-verdiano, relativamente à questão do jornalismo feito em televisão. Neste momento, a inquietação é manifestada no Pedra Bika.

.

Que televisão pública é essa? Com que direito eles acham que o cidadão pode esperar para ver o jornal só após o jogo? O que é relevante afinal, o futebol que se pratica num país estrangeiro, ou a relevância de um acto de soberania e cidadania? Estas questões foram lançadas AQUI.

“SEM JORNALISMO A ACTIVIDADE POLÍTICA SERIA MENOS TRANSPARENTE”

Março 26, 2006 às 6:39 pm | Publicado em Media & Jornalismo, Política | Deixe um comentário

Aristides Lima.jpg 8675.jpgA Assembleia-geral da AJOC está a decorrer, no Arquivo Histórico Nacional, na Cidade da Praia. O acto da abertura da reunião, que aconteceu ontem contou com a presença do Presidente da Assembleia Nacional, Aristides Lima, que dirigiu uma mensagem aos jornalistas.

No seu discurso de abertura do evento, Lima fez questão de destacar os jornalistas na sociedade cabo-verdiana, referindo que hoje “temos um jornalismo bem melhor do que ontem”.

Aristides Lima, que já foi jornalista, considerou que os profissionais da comunicação social são fundamentais para o desenvolvimento de uma sociedade consciente de si, da sua estrutura, dos seus problemas, dos seus pontos fortes e fracos, dos seus valores, da sua identidade e do seu desígnio próprio: “sem jornalistas, as sociedades seriam mais pobres, menos livres, mais fracas e menos cultas” e que sem jornalismo, “a actividade política seria menos transparente e por isso os titulares de cargos políticos seriam menos responsáveis face ao eleitorado”.

O Presidente da Assembleia Nacional referiu, ainda, que é possível fazer-se jornalismo com objectividade e imparcialidade, sem se prescindir do exercício dos direitos do jornalista de, por exemplo “participar na política, optando por esta ou aquela perspectiva de desenvolvimento” salientou Aristides Lima realçando que é possível fazer comunicação social em Cabo Verde sem se transformar o jornalismo num instrumento de “assassinato de carácter de adversários políticos, que é mais próprio de certa política baixa de alguns snipers do que do jornalismo”.

Aristides Lima destacou a contribuição do Parlamento Cabo-verdiano, na formação de jornalistas e aproveitou para convidar os profissionais da comunicação social, para participar no Fórum Parlamentar, sobre matérias do Direito Parlamentar, a ser realizado nos dias 10, 11 e 12 de Abril.

(A Notícia é do diário digital Liberal: www.liberal-caboverde.com).

Televisão de Cabo Verde terá estúdio novo no Sal

Março 25, 2006 às 10:03 am | Publicado em Media & Jornalismo | Deixe um comentário

arton16661.jpg“A Televisão de Cabo Verde vai passar a usufruir de um novo estúdio televisivo a partir da ilha do Sal dentro de dois ou três meses conforme a previsão do administrador da empresa, Marcos Oliveira. O projecto, avaliado em 43 mil 593 euros (4 milhões 806 mil e 782), será financiado pelas empresas Turinvest Holding, ASA, SOGEI e SGL.
Marcos Oliveira assinou hoje, na sala de conferências da ASA, o protocolo de financiamento total do Projecto com os administradores das empresas acima referidas.
A nova unidade, que ficará localizada no actual edifício da RTC nos Espargos, será dotada de equipamentos para edição não linear e de condições para entrada em directo do novo estúdio, através da ligação por fibra óptica, como já acontece em São Vicente, e claro, na Praia, sede da empresa”.
Ler Mais

Revista “Direito e Cidadania” lança a sua 22ª Edição

Março 25, 2006 às 10:00 am | Publicado em Media & Jornalismo | Deixe um comentário

8742.jpg“Perante umas boas dezenas de “ilustres convidados” – Procurador Geral da República, Procuradores, Juízes, advogados, deputados e vários intelectuais – que, praticamente, encheram o salão de Banquetes da Assembleia Nacional, foi ontem, ao cair da tarde, apresentada a revista ordinária nº 22 de “DIREITO e CIDADANIA”, “uma aventura que começou há cerca de oito anos”, no dizer de Jorge Carlos Fonseca, director da revista.Fonseca, que presidiu o acto, disse aos presentes que a apresentação do nº 22 da revista que dirige significa também que a sua equipa tem mantido uma razoável regularidade, apesar de se saber o quanto isso é difícil mesmo no caso das revistas mais prestigiadas de outras paragens com outros meios”. Ler Mais

AJOC na Odem do Dia

Março 25, 2006 às 9:50 am | Publicado em Media & Jornalismo | Deixe um comentário

arton16560.jpgA Associação de Jornalistas de Cabo Verde (AJOC) organiza, durante este fim de semana, a sua V Assembleia Geral Ordinária, com a participação dos jornalistas da ilha de Santiago e 13 associados representando as outras ilhas. São três as listas que disputam o comando da AJOC.
De acordo com o jornal
A Semana On-line, “durante o encontro de três dias, e que hoje começa (Sexta-feira), será eleito o representante dos jornalistas para a Comissão da Carteira Profissional e discutido o pacote legislativo da Comunicação Social, bem como a eleição dos Corpos Sociais da AJOC”. Ler Mais

8675.jpgO jornal electrónico Liberal já tinha avançado, no passado dia 22, que «Paulo Lima, jornalista da Rádio de Cabo Verde, RCV, vai apresentar a sua recandidatura ao cargo de presidente da Associação de Jornalistas de Cabo Verde, AJOC, na reunião da Assembleia-geral marcada para o próximo fim-de-semana.
Paulo Lima que foi eleito para o cargo de presidente da AJOC, em Dezembro de 2003, após um longo período de “letargia” dessa associação sócio-profissional diz que a decisão de concorrer para mais um mandato foi tomada numa reunião da direcção cessante, em que “equacionamos a possibilidade de continuar à frente dos destinos da AJOC, não da forma como está, mas sim, com outras pessoas capazes de dar continuidade ao trabalho que iniciamos há dois anos”». 
Ler Mais

Quanto custa este computador portátil?

Março 21, 2006 às 11:47 am | Publicado em Comunicação e Sociedade | 3 comentários

Página seguinte »

Site no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.