A Internet e a Liberdade de Expressão

Maio 30, 2006 às 7:17 am | Publicado em Comunicação e Sociedade | 3 comentários

"A Amnistia Internacional criticou as empresas de informática, como a Microsoft, Yahoo e Google, que colaboram com as autoridades que querem "restringir o direito à liberdade de expressão e informação na rede". A organização destacou o caso da Yahoo, que forneceu informação às autoridades chinesas a qual levou à prisão do jornalista Shi Tao, ajudando a identificar o repórter através da sua conta de correio electrónico. O Yahoo informou que apenas se limitou a satisfazer "um pedido de informação válido e legal" e só depois soube da detenção". [in Liberal]

GooGle trava combate contra Terrorismo e Crime Organizado

Maio 29, 2006 às 8:41 am | Publicado em Comunicação e Sociedade | Deixe um comentário

"A Google decidiu acompanhar os esforços no combate ao crime no Brasil, assumindo o compromisso de silenciar os sítios que fazem a apologia da actividade criminosa, ligadas ao terrorismo, designadamente as comunidades do Orkut". [in Liberal]

Google
Brasil

África é um POEMA… nós é que temos que saber recitá-lo.

Maio 25, 2006 às 4:48 pm | Publicado em Revista NÓS MEDIA | Deixe um comentário

 

Sem Como não Partir

Sem como não partir, vontade de ficar
Vontade de ficar vencida pelo impulso do partir
Partir para onde o amor tem que ficar
Ficar porque o grande amor tem que partir
 
Despede-se à procura de algo que se diz melhor
Ninguém se calcula o quanto custa este ter que sair
Sair em busca de algo que pode ser muito pior
O pior de tudo é a necessidade de ter que sair
 
Na hora da partida, tudo de partida
Partindo para onde tudo está por descobrir
Isto porque a missão do destino é para cumprir
Ainda que a conhecida viagem é para uma chegada desconhecida
 
Sem como não partir, vontade de ficar
É a força de um cabo-verdiano com vontade de lutar
Com lágrimas nos olhos por receber do destino o engano

E orgulho no coração por ser cabo-verdiano.

Perceber o jornalismo através de jornalistas

Maio 24, 2006 às 6:45 pm | Publicado em Media & Jornalismo | Deixe um comentário

"Jornalistas cabo-verdianos reúnem-se no próximo dia 26 na cidade da Praia, num fórum de reflexão para discutirem o estado da comunicação social em Cabo Verde.
Pretende-se com este fórum promovido pela Rádio Nova, fazer o ponto da situação do estado da nossa comunicação social e no final recolher subsídios para a melhoria do sector.
A cerimónia de abertura será presidida pela Ministra Sara Lopes.No mesmo dia e pelas 18 horas e 15 minutos haverá uma palestra animada pelo Dr. Jorge Carlos Fonseca sobre o papel da comunicação social para a formação da cidadania" [in Visão News]

ONU quer imprensa livre nas eleições de Angola

Maio 22, 2006 às 1:19 pm | Publicado em Media & Jornalismo | 3 comentários

"O representante dos escritórios em Luanda das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Vegard Bye, enfatizou a necessidade de se assegurar que o jornalista tenha liberdade de trabalho durante o processo eleitoral em Angola. "O jornalista, como profissional, tem que ter liberdade de trabalho durante o processo eleitoral porque sem se sentir seguro será muito difícil exercer o seu papel" – afirmou o funcionário da ONU na abertura do ciclo de seminários sobre os Media, Direitos Humanos e Eleições.
Vegard Bye destacou o papel dos jornalistas e dos media na construção de um Estado de Direito e na partilha de informações sobre direitos humanos com os cidadãos. Referiu que os jornais privados representam um espaço importante de comentários, mas criticou-os pelo seu nível profissional, afirmando que nem sempre ele é muito alto. Há uma tendência sensacionalista acusadora que pode limitar o valor jornalístico e informativo destes órgãos". [
in Liberal]

Polícia pondera abater jornalistas a tiro

Maio 19, 2006 às 12:08 pm | Publicado em Comunicação e Sociedade | 7 comentários

Estamos em Cabo Verde ou no Iraque?

O barco com 63 clandestinos, intersectado na Zona Marítima Exclusiva de Cabo Verde e que está há mais de duas semanas no Porto da Praia, está a trazer algumas complicações para o Governo, sobretudo tendo em conta a forma como procura conduzir esse dossier. Diante das várias críticas que tem sido feitas em relação às condições em que os clandestinos se encontram no interior da embarcação, o Governo decidiu interditar o acesso às imediações do barco. Mas, a procura da informação continua intensa e o caso está a suscitar uma enorme curiosidade no seio da comunidade jornalística cabo-verdiana. No entanto, a partir de hoje os jornalistas terão mais cuidado porque os agentes da polícia já fizeram saber que podem disparar a matar.

A Televisão de Cabo Verde, a RTP África, as rádios e os jornais cabo-verdianos foram impedidos de entrar no velho barco, acompanhando Mário Fernandes e Filomena Delgado. De acordo com o Liberal, os agentes da Polícia de Ordem Pública começaram mesmo a recusar que fossem fotografados, ameaçando que “se vissem as suas fotografias nos jornais iriam pedir contas” aos jornalistas. De acordo com a mesma fonte, esse pedido de contas não passa por apresentar queixas aos tribunais: “quero ver quem é que põe a minha fotografia no jornal, resolvo a tiro, não me queixo a tribunal nenhum”, palavras recolhidas no Liberal. Pergunto eu: é preciso ir-se tão longe assim? Onde é que estamos? Será que estamos a viver realmente num regime democrático? Onde fica o lugar da liberdade de informação?

Acho que todos devemos pensar nestas questões. A ser verdade a informação avançada pelo Liberal, a postura desse agente de autoridade tem que ser severamente repudiada. Uma pessoa que veste uma farda policial, representando a República, não pode estar a fazer afirmações como se fosse um "vadio" que vagueia pelas ruas. Tem que se dar ao respeito porque a República assim o exige. E todos temos que exigir, das pessoas com responsabilidades públicas, posturas decentes. Afinal, o princípio do Estado de Direito é que ninguém esteja acima da lei. Nem mesmo os que têm poderes coativos.

Governo cria nova entidade de regulação das comunicações

Maio 18, 2006 às 6:41 pm | Publicado em Media & Jornalismo, Política | Deixe um comentário

"A criação da Agência Nacional das Comunicações (ANAC) é um dos pontos na agenda do Conselho de Ministros que se reúne hoje à tarde. A ANAC vai substituir o Instituto das Comunicações e Tecnologias de Informação e assumirá a regulação económica do sector até aqui exercida pela Agência de Regulação Económica.
O Instituto das Comunicações e Tecnologias de Informação (ICTI), criado há menos de dois anos, vai ser extinto e no seu lugar o Governo cria hoje, em Conselho de Ministros, a Agência Nacional das Comunicações. Esta nova entidade não só continua com as actuais competências do ICTI como absorve a regulação económica do sector exercida pela ARE.
Mas há outras alterações a caminho. A regulação económica do sector dos transportes marítimos deverá, igualmente, sair da ARE para ser entregue ao Instituto Marítimo e Portuário que, apesar de estar ainda em fase de instalação, poderá, também, vir a ser transformado numa agência. E tudo leva a crer que essa decisão está eminente tanto mais, observou uma fonte deste jornal, a ARE tem estado passiva, por exemplo, perante o recente aumento de preços dos bilhetes decidido unilateralmente pela Sociedade de Transportes Marítimos, proprietária do N/M Tarrafal. O trajecto Praia/ S. Vicente sofreu um agravamento de 900 escudos nas duas classes que passam a custar 3.900 e 4.900 escudos, respectivamente.
A acção da ARE ficará, assim, reduzida à regulação económica dos sectores de energia e água e transportes terrestres que, certa forma, divide com a Direcção-Geral dos Transportes Terrestres". [
in A Semana]

Danny Spínola: entre o Jornalismo e a Poesia

Maio 18, 2006 às 6:31 pm | Publicado em Cânticos e Poesia | 1 Comentário

fotoDepois da mais recente edição da revista "Pré-Textos", eis que Danny Spínola apresenta "Amen na Nha Xintidu", o seu mais recente livro, que será lançado hoje, no Paços do Concelho da Praia, pelas 18H30.

"Esta obra, de acordo com Daniel Spínola, reúne todos os livros de poemas em crioulo, publicados pelo autor ao longo do seu percurso literário, mas com uma pequena-grande diferença: seleccionou os poemas épicos, que fala um bocado do mito da criação de Cabo Verde, maioritariamente incluídos no "Adão Y Eva", e arranjou o primeiro livro". [in Liberal]

Daniel Spínola arranja “Pré-Textos” para uma re-edição

Maio 15, 2006 às 1:35 pm | Publicado em Media & Jornalismo | Deixe um comentário

foto«A revista “Pré-textos” reapareceu nas bancas, após uma longa ausência. Trata-se do primeiro número da segunda série da revista de arte, letras e cultura, cujo lançamento teve lugar na tarde de hoje na cidade da Praia.
De acordo com o director da revista, Daniel Spínola, “este número que homenageia a escritora Orlanda Amarilis traz também outras novidades, tais como a poesia e a ficção”.
O acto de lançamento da revista foi ainda pretexto para a realização de uma sessão de música e poesia». [
in Liberal]

NÓS MEDIA também vai ser um espaço de música

Maio 12, 2006 às 6:05 pm | Publicado em Revista NÓS MEDIA | Deixe um comentário

Lembra-te do nosso primeiro Blogue, também ele intitulado NÓS MEDIA, que editávamos a partir do Blogger? Pois bem… se não se lembra, fique a saber que esta página que editamos agora em WordPress é a continuação de um outro projecto, que tinha sido iniciado em 2004. No entanto, queria informar-vos, aqui, que estou a tentar reanimar a outra página. Vai ser um espaço de diversão, ao contrário da sua fase inicial, em que era meramente informativo. Vamos seleccionar alguns videoclips jovens e colocar à disposição dos cibernautas. Será uma experiência. O futuro ditará o seu destino. Então, queres ver já em que pé estamos?Entre  na discoteca NÓS MEDIA e começe a dançar

Página seguinte »

Create a free website or blog at WordPress.com.
Entries e comentários feeds.