Líder da News Corporation reúne ‘os donos do mundo’

Julho 30, 2006 às 4:27 pm | Publicado em Comunicação e Sociedade | Deixe um comentário

“Na exclusiva estância californiana de Pebble Beach, hoje à noite, o anfitrião de uma reunião muito especial, Rupert Murdoch, fará um pequeno discurso de abertura, passando a palavra ao governador do estado, Arnold Shwarzenegger, que por sua vez introduzirá o primeiro orador: o primeiro-ministro britânico Tony Blair.

Não se trata de mais um esforço diplomático para solucionar a crise do Médio Oriente ou estancar a proliferação nuclear, mas apenas do retiro anual dos 250 executivos da News Corp, o império de media de Rupert Murdoch. Entre os participantes, todos eles convidados pessoalmente por Murdoch, contam- -se, para além de Blair, o ex-presidente Bill Clinton, o vice-primeiro–ministro israelita Shimon Peres, o líder dos U2 Bono, o ex-vice-presidente Al Gore, o ex-speaker da Câmara dos Representantes Newt Gingrich, o senador John McCain, uma extensa lista de personalidades que se estende por uma agenda de cinco páginas”. [in Diário de Notícias]

A TV Cabo vem aí…

Julho 30, 2006 às 4:05 pm | Publicado em Comunicação e Sociedade | 3 comentários

cvTelecom.jpg“A Cabo Verde Telecom deverá começar a comercializar dentro de dias a TVCabo, utilizando o sistema conhecido como “Triple Play” que integra a televisão, o telefone e a Internet banda larga (ADSL) no mesmo fio de cobre que leva o telefone à casa do assinante.

De acordo com o site da Associação dos Operadores de Correios e Telecomunicações dos Países e Territórios de Língua Oficial Portuguesa, o projecto que ronda 300 mil contos cabo-verdianos, pretende atingir cerca de 6 mil clientes numa primeira fase.  Inicialmente o serviço abrangerá apenas as ilhas de Santiago, Sal e São Vicente, e num espaço de dois anos, a CVTelecom pretende atingir a cobertura a nível nacional”. [in Visão News]

Quando a ‘doença’ é africana, o mundo fica cego

Julho 27, 2006 às 3:05 pm | Publicado em Política, Revista NÓS MEDIA | 9 comentários

A situação difícil de sobrevivência que se enfrenta em muitos países da África fez com que a imigração clandestina fosse encarada para muitos como a única solução. Nos últimos anos, um grande número de cidadãos africanos, desesperadamente, ‘assaltaram’ as portas da Europa, numa clara luta pela sobrevivência, em que se põe tudo em jogo: ou se ganha uma entrada no chamado Primeiro Mundo ou se perde a vida.
Para trás, ninguém quer voltar. As viagens são feitas em péssimas condições, em embarcações sem mínimas condições para atravessar o oceano e muitas vezes a alimentação é bastante deficiente.
Dos de los inmigrantes fueron trasladados al puerto tinerfeño de Los Cristianos. (Foto: EFE)Nessas aventuras, o espírito vigorante pode ser traduzida nesta simples expressão: ou tudo ou nada. E, muitas vezes, tudo acaba em nada. Na noite passada, uma embarcação surgiu a 30 milhas, a Sul das Ilhas Canárias. Lá dentro viajavam mais de 100 cidadãos africanos, acompanhados de um outro que já tinha perdido a vida durante a viagem. Uma situação de muito desespero, que não só deve encher os olhos (de lágrimas) aos africanos, mas que devia despertar a atenção do mundo desenvolvido que, junto com o encerramento das fronteiras à ‘invasão’ dos africanos, deviam começar a pensar nas possíveis soluções. Afinal, é de seres humanos que estamos a falar. Não fechem os olhos… não finjam que não vêem. Afinal, o pior cego não é aquele que não vê, mas aquele que vê e não olha.

[ver a notícia no El Mundo]

Comissão da Carteira Profissional dos Jornalistas toma posse em Cabo Verde

Julho 26, 2006 às 2:42 pm | Publicado em Media & Jornalismo, Política | Deixe um comentário

“Os membros da primeira Comissão da Carteira Profissional de Jornalistas tomaram posse hoje, numa cerimónia que decorreu na Praia, presidida pela ministra Adjunto do Primeiro-Ministro e da Qualificação e Emprego, Sara Lopes.

Para o cargo de presidente da comissão da Carteira Profissional de Jornalistas tomou posse, Juíza de Direito, Rosa Vicente, indigitada pelo Conselho Superior de Magistratura.

Os jornalistas Arminda Barros, em representação dos jornais impressos e On-line, Margarida Fontes (televisão), Carlos Lopes (Rádios) e José Vicente Lopes (Associação dos Jornalistas de Cabo Verde) são os restantes membros da Comissão”. [in Inforpress]

Sinal dos tempos…

Julho 26, 2006 às 2:37 pm | Publicado em Comunicação e Sociedade | Deixe um comentário

“No Brasil de paradoxos, enquanto a elite se delicia vendo biquínis que custam muitos e muitos reais, Marcola – o líder da facção criminosa PCC – lê Nietzsche!”  [in Ponto de Análises]

Jornalistas e fontes ‘negoceiam’ a alma das notícias

Julho 25, 2006 às 8:57 pm | Publicado em Media & Jornalismo | Deixe um comentário

“A relação entre jornalistas e fontes de informação é complexa, marcada por rotinas e interesses vários, apoiada num confronto mais ou menos difícil de gerir entre as esferas pública e privada. “Mas essa relação é, sobretudo, negociada. É esse o adjectivo que melhor a define”, afirma ao DN o professor universitário Rogério Santos, que no seu livro A Fonte não Quis Revelar (ainda sem data de lançamento) quis “estudar o jornalismo e a notícia” para compreender a sociedade actual.”A notícia é fruto da relação e negociação entre jornalistas e fontes, entre várias fontes, jornalistas, meios noticiosos, organizações e a sociedade em geral”, defende o autor, com base na observação directa (passou longas horas na secção de Sociedade do DN), em 39 entrevistas e na análise de documentação e de imprensa”. [in Diário de Notícias]

Antigo Ministro vandaliza Televisão de São Tomé e Príncipe

Julho 21, 2006 às 1:48 pm | Publicado em Media & Jornalismo, Política | Deixe um comentário

 O EX-MINISTRO DA SAÚDE ENTROU NA TELEVISÃO PÚBLICA ‘A FORÇA’ E ‘DISPAROU’ MURO CONSTRA TUDO E TODOS

“O antigo ministro da Saúde de São-Tomé e Príncipe, Edgar Neves, e o ex-ministro da Agricultura e Pescas, Jorge Amado, invadiram a televisão pública são-tomense (TVS), no passado domingo, em protesto contra o que consideraram ser um tratamento desigual na cobertura das campanha dos candidatos, por parte da estação. Os ex-governantes são apoiantes da candidatura de Patrice Trovoada, uma das cinco que concorre às eleições presidenciais do próximo dia 30 de Julho.

A invasão decorreu durante a noite do segundo dia de campanha, por volta das 20h15 (hora local), quando a TVS transmitia o telejornal e provocou a suspensão da emissão. Segundo Aurélio Aragão, técnico responsável pela realização do programa, o antigo ministro «entrou no local à força» e desferiu «muitos socos» contra o insersor de caracteres, a porta de acesso ao estúdio e sobre a mesa de mistura de vídeo. Posteriormente, invadiu uma segunda sala, onde provocou mais estragos”. [in Jornal de São Tomé e Príncipe]

Jornalistas da Guiné Bissau vivem dias de terror

Julho 21, 2006 às 1:27 pm | Publicado em Media & Jornalismo, Política | 2 comentários

“O general e comandante Nino Vieira regressou ao poder e (coincidente estranhamente) com ele o abuso puro, duro, o medo e a insegurança também voltaram à Guiné-Bissau para aterrorizar intelectuais incómodos e jornalistas a quem de forma selectiva e clássica tem-se tirado a vida ou boicotado o trabalho. Os guineenses têm assistido de forma atónita a todo o tipo perseguições, prisões arbitrárias de políticos, de juízes do Supremo Tribunal de Justiça.

[…]

A perseguição e mortes estranhas de Jornalistas na Guiné-Bissau e o boicote do normal funcionamento dos órgãos de Comunicação Social naquele país lusófono revela uma situação de degradação, de instabilidade e de total insegurança para o “Quarto Poder” e outras instituições que em condições normais contribuiriam sobremaneira para o fortalecimento da paz, da democracia e da construção de um Estado do Direito”. [in Agência Bissau]

Televisões portuguesas não se entendem na cobertura de fogos florestais

Julho 21, 2006 às 12:57 pm | Publicado em Media & Jornalismo | Deixe um comentário

“A estação pública distribuiu pelos seus profissionais um documento com regras a ter em conta na cobertura dos incêndios. As linhas orientadoras, como lhe chama a Direcção de Informação, sugere, por exemplo, que se evite a repetição de imagens e se identifique a hora do seu registo.

 A questão da cartilha específica para tratar incêndios está longe de suscitar consenso. Alcides Viera, director de Informação da SIC, não concorda com uma actuação especial. “Deve-se olhar para os incêndios com a mesma responsabilidade que se trata outros assuntos”. [in Jornal de Notícias]

Mundial2006 ‘colou’ parte do mundo à televisão

Julho 21, 2006 às 12:42 pm | Publicado em Comunicação e Sociedade | Deixe um comentário

“Depois da queda de 2002, a ascensão em 2006: as audiências cumulativas do último Mundial de futebol atingiram os 5,9 mil milhões de telespectadores, que correspondem a uma audiência média global de 93 milhões de telespectadores por jogo. A selecção portuguesa foi a quinta equipa mais vista em todo o mundo – – a seguir às resistentes França, Itália e Alemanha e ao Brasil, eterno favorito – com uma audiência média de 118 milhões de espectadores”. [in Diário de Notícias]

Página seguinte »

site na WordPress.com.
Entries e comentários feeds.