Mais quatro televisões em Cabo Verde

Janeiro 25, 2007 às 8:02 pm | Publicado em Media & Jornalismo | 7 comentários

«A Radiotelevisão Independente (RTI), a Tiver e a Rede Record de Cabo Verde foram as estações escolhidas para emitir a nível nacional. A Nôs TV recebeu a licença de emissão regional.
O anúncio foi feito há minutos em Conselho de Ministros.
As quatro estações seleccionadas têm que “estar no ar” dentro de seis meses, mas é concedida uma prorrogação de mais seis meses – na prática, dentro de um ano todos os canias têm que estar a emitir conforme o projecto que delinearam. As licenças têm uma validade de 15 anos.
O júri atribuiu uma pontuação a cada um os concorrentes a emitir em sinal aberto, ou a nível nacionl ou regional. Na primeira posição, ficou a Record Cabo Verde com 70 por cento, seguida da Tiver com 57%, e a RTI com 54%.
A Nôs TV era a única candidata a pretender uma licença de emissão de âmbito regional, que lhe foi atribuída para as ilhas do Sotavento. A pontuação foi de 70 por cento.
Para além das emissoras seleccionadas – a Record Cabo Verde, filial da estação brasileira Record, a luso-caboverdiana Tiver, a RTI, do empresário Jorge Spencer Lima – concorriam também a Media Press, sociedade pertencente a Apolinário das Neves e Hermínia Moura – esposa do empresário António Moura-, e a TV Lakakan. Nenhuma destas concorrentes conseguiu chegar aos 50 por cento, a Lakakan ficou-se pelos 49 % e a Media Press pelos 45%.
O Governo vai “fiscalizar” as emissões e cassar as licenças caso não seja cumprido o planeamento estabelecido no projecto de cada estação.
Cabo Verde tem actualmente três canais em sinal aberto: a Televisão de Cabo Verde (TCV), a Rádio e Televisão de Portugal – África (RTP África) e a francesa TV5 Monde”. [
in A Semana]

Advertisements

7 comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Olá, amigo Silvino! Tudo bem?

    Olha, vou começar a colocar fotografias neste blogue. O outro estava a dar sempre problemas…

    ALMA DE FOTÓGRAFO

    http://almadefotografo.blogspot.com

    Felicidades para ti e para os teus.

    Fernando Manuel

  2. Muito obrigado, meu caro amigo, pela sua visita e pelas novidades que nos trouxeste. Com certeza, irei expandir a minha visão por esta nova lente, que nos traz a ‘velha’ alma: a alma do fotógrafo.
    Abraços,
    Silvino Évora.

  3. Oi Silvino,

    É bom saber que o mercado televisivo está em expansão em Cabo Verde. No entanto, com relação à TV Record, cabe informar que o País não ganhou apenas uma emissora, mas sim, a ideologia de uma Igreja, no caso a Igreja Universal do Reino de Deus. É como se fosse um culto disfarçado com algumas novelas, telejornalismo e programas de entretenimento.

    Abç

  4. Olá Sérgio:

    O teu comentário vem na sequência daquilo que muita gente tem vindo a dizer, desde que se soube que a Rede Record pretendia conquistar um canal televisivo em Cabo Verde. Acho que nem tu e num ninguém tem dúvidas a esse respeito, uma vez que a Igreja Universal do Reino de Deus está presente nos media cabo-verdianos através da rádio Creola FM e todo mundo sabe que aquilo é uma mistura entre a música e a doutrinação. Creio que a TV não irá funcionar de forma muito diferente.
    A Igreja Católica é a maioritária em Cabo Verde (com mais de 90 por cento de consenso dos crentes), mas não há dúvidas de que, nos últimos tempos, a Igreja Universal do Reino de Deus tem vindo a roubar algum espaço à Católica. Com uma televisão e uma rádio (da parte da Igreja Universal do Reino de Deus), haverá um desequilíbrio de meios de difusão, uma vez que a Igreja Católica apenas tem uma rádio (Rádio Nova) e um jornal, de publicação mensal.
    Saindo das religiões, há outros factores que devem ser ponderados. É necessário questionar até que ponto um mercado tão pequeno como o nosso (com apenas quinhentos mil pessoas, sendo uma grande maioria com baixo poder de compras, o que reflecte no próprio comportamento das empresas e na forma como estas se relacionam com a publicidade) consegue suportar cinco canais de televisão em sinal aberto. Tenho todas as dúvidas: 3 canais privados nacionais em sinal aberto, que vai disputar o sector da publicidade; 1 canal privado regional em sinal aberto, que será financiado pelo pacote publicitário nacional; 1 canal público em sinal aberto (que também recorre à publicidade no seu processo de financiamento). Acho que não é preciso fazer-se muito esforço para se compreender o desequilíbrio entre a dimensão do mercado e o número dos canais que vão viver exclusivamente da publicidade. Isso pode trazer fenómenos controversos que irei analisar ocasionalmente.

    Silvino Évora

  5. Sucesso, sucesso, sucesso.
    Lembranças aos meus alunos de Comunicação Social da FACOMB/UFG, anos 90.
    Beijos.

  6. ALÓ PESSOAL DA TV (NÓS MEDIA).
    SOU CABOVERDIANO E VIVO EM PORTUGAL HÁ 12 SEMPRE NA XPETACTIVA DE UM DIA REGRESSAR A CABO VERDE.
    TERMINEI UM WORKSHOP EM LOCUÇÃO E VOZ, BEM COMO APRESENTADOR DE TELEVISÃO, NOMEADAMENTE, INFORMAÇÃO E DOCUMENTÁRIOS.
    SE EU FOR ÚTIL, CONTACTEM-ME.

    MEUS VIDEOS: GOOGLE – RIBEIRO66 OU SAPOCV-VIDEOS-RADIO/TV

    ATENTAMENTE.

  7. olá Silvino, tudo bem consigo?
    Sou uma estudante universitária(Universidade Nova de Lisboa – Faculdade de Ciências Sociais e Humanas) venho a procura de informaçoes acerca da relação Media-Igreja em Cabo Verde, que me serão uteis para a realização de um trabalho de uma cadeira que fala da cultura dos PALOP. Espero obter uma resposta em tempo oportuno de modo que me possam ser úteis. Obrigada!
    PS: Li um comentário seu acima que fala sobre o assunto, contudo não estão aprofundadas…gostava de obter informações mais concisas…
    Cumprimentos,
    Débora Moniz


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: