5 de Julho: 32 anos a tentar atravessar o deserto

Julho 5, 2007 às 12:05 pm | Publicado em Política | 1 Comentário

 

Há 32 anos, o povo cabo-verdiano tem vindo a lutar para construir uma alternativa de vida nas ilhas, tentando contrariar a tendência de emigração, que leva muitos filhos da terra a ir procurar melhores condições de vida em outras paragens. No dia 5 de Julho de 1975, curiosamente dia do nascimento da minha irmã a quem eu aproveito para dar os meus PARABÉNS, os portugueses assinaram a independência de Cabo Verde, na convicção de o que o país entrasse em colapso. A falta de recursos faz das ilhas um país muito vulnerável. Os vários ciclos de fome que marcaram a história do arquipélago, entre eles a lendária fome de 47, levaram os portugueses a pensar que Cabo Verde era um país falhado, pelo que a independência conduziria ao seu desaparecimento. O país nada tinha… a não ser o engenho e o empenho dos seus homens. Uns falaram na transformação de Cabo Verde em região autónoma de Portugal, à semelhança de Madeira e Açores. Outros, pensaram na prossecução do sonho de Amílcar Cabral, unindo Cabo Verde e Guiné-Bissau. Os portugueses estavam reticentes quanto à associação do arquipélago à Guiné-Bissau. Mário Soares afirmou que nas regiões onde não houve guerra (o caso de Cabo Verde), era preciso respeitar o direito de auto-determinação dos povos. No meio de toda esta confusão, optou-se pela independência do arquipélago em relação a Portugal. Cabo Verde seguiu, a partir de então, uma administração conjunta com a Guiné, que veio falhar com o golpe de estado empreendido por Nino Vieira em 1981. A partir daí, Cabo Verde seguiu os seus passos e, daqui a alguns meses, vai passar para o país de desenvolvimento médio, fruto de políticas económicas certeiras empreendidas sobretudo a partir de 1991.
Surpreendendo tudo e todos, o país que era dado como incapaz em 1975, hoje é apontado como um exemplo a seguir. PARABÉNS CABO VERDE… és o nosso ORGULHO. Não falta muito para atravessares o deserto. Podes até estar longe de chegar ao Oásis, mas daqui já se consegue ver manchas verdadeiramente verdes. O deserto vai ficando para trás. Continue com o mesmo ritmo.

Anúncios

1 Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Muito bom.

    Parabéns Cabo verde


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: