‘Poema prosaico’

Agosto 30, 2007 às 1:59 pm | Publicado em Cânticos e Poesia | Deixe um comentário

Sendo o nosso blog reservado à reflexão sobre os media e a comunicação social, acompanhando o dia-a-dia de jornais e jornalistas, também reservamos um espaço para outras temáticas, inclusive as de natureza lírica. Hoje, publicamos um texto de José Constantino Santos Veiga, a quem agradecemos o envio deste texto, que mais não é – segundo a nossa leitura – do que um desabafo sobre o estado do nosso mundo e o caminho que a modernidade globalizada leva-nos a percorrer no nosso quotidiano. O texto parece uma prosa com ‘sonoridade’ poética (se é, que esta classificação existe, dentro dos géneros literários). Ou será um ‘poema prosaico’?

ENQUANTO A COR DA PELE FOR MAIS

IMPORTANTE QUE O BRILHO DO OLHAR

HAVERÁ GUERRA NO MUNDO.

O AMOR, COMO A MORTE, PASSA DOLOROSSAMENTE DE UMA

VIDA PARA OUTRA, MELHOR.

Zito Veiga 9894582/2642550 Cabo Verde

a cor da pele não define a posição de cada um
dentro da sociedade,
enquanto a cor da pele for mais importante,
que o brilho do olhar, haverá guerra no mundo,

ter preconceito é ter claro aquilo que nem conhecemos,
é julgar sem saber o certo de tudo, é colocar a nossa
opinião acima da verdade,

a culpa é o peso do passado,
a preocupação é o peso do futuro,
a verdade é uma posição da mente,
a sinceridade é a afirmação do coração,
é a verdade na vida.

o orgulho começa a ser escravo dos nossos valores,
e passa a querer a dominar sobre os outros,
transforma numa paixão irracional,
o orgulho é rei pela manhã, com coroa de pedra
falsas e de brilho passageira, que acaba pesando
muita em nossa cabeça.

a amizade é a experiência mais maravilhosa
que Deus nos permitiu, é o caminho para
avaliarmos o sentido da vida.
diz se que começar a amar é começar a sofrer,
temos que sair de nós mesmo e pensar
no bem dos outros, é dar a nossa que antes
era fechada em nós mesmo, agora se dispõe
ao serviços dos outros.

o amor, como a morte, passa dolorosamente
de uma vida para outra, melhor
descobrimos na transformação de nós mesmos
uma riqueza escondida.

não há escravidão tão pesada como a ignorância
a ignorância é escuridão e pobreza do espírito,
a sabedoria é como sol que ilumina a vida toda
a concorrência possibilita usar a nossa escolha
no caminho que nos leva ao futuro certo.

nossa caminhada pede uma visão mais clara da vida
o que não quer dizer conhecer tudo o que irá acontecer,
a vida é um a caixinha de surpresa.

ninguém pode viver de porta fechada, jamais
conseguiremos felicidade trancando-nos em nós mesmo
no caminho da liberdade que nos leva,
a verdadeira felicidade, só podemos caminhar de mão dadas,

maldito é o capitalismo, o berço de toda
destruição que levou os homens a adoptar
uma nova forma de fazer política.

se a guerra é continuação da política, a paz
o fim da política, o que seria a política?
o que é o estado? uma instituição ao serviço das
classes dominantes? ou aos serviços de todos?

o brilho do olhar é significativo, quando
está aos serviços dos pobres. se o estado
se dispõe aos serviços de todos o mundo
seria melhor.

não quero ser pessimista, mas minha visão
do mundo

Rua Banana ‘vai’ à Cidade Velha

Agosto 24, 2007 às 3:23 pm | Publicado em Comunicação e Sociedade | 1 Comentário

No próximo dia 25, amanhã, será apresentado o documentário de Mário Bemvindo Cabral no local onde foi rodado. ‘Rua Banana Cidade Velha’ vai ser exibido, à frente da Casinha Velha, não só para os naturais da Cidade Velha, como para todos os interessados que se deslocarem até ao local.

Universidade Lusófona vai abrir as portas em São Vicente

Agosto 17, 2007 às 2:30 pm | Publicado em Comunicação e Sociedade | 15 comentários

 

NA GRELHA, TRAZ O CURSO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO/COMUNICAÇÃO SOCIAL

Mediante a autorização do Governo de Cabo Verde, a Universidade Lusófona vai abrir as portas para o próximo ano lectivo, na Cidade de Mindelo – Cabo Verde –, para juntar-se às instituições de ensino superior do país. Isto, no mesmo ano em que a Universidade de Cabo Verde – esta, de natureza pública – começa as suas actividades, mesmo não tendo instalações próprias.
Para o próximo ano lectivo, estão previstos os seguintes cursos:

• Comunicação Social;
• Contabilidade, Fiscalidade e Auditoria;
• Design e Produção Multimédia;
• Direito;
• Eng.ª Informática;
• Gestão de Empresas;
• Serviço Social;
• Sociologia.

Modernização: Agência LUSA apoia Inforpress

Agosto 14, 2007 às 2:24 pm | Publicado em Media & Jornalismo | Deixe um comentário

De acordo com o diário digital Liberal, “José Manuel Barroso, responsável pela agência portuguesa, explica que “A Inforpress está num processo de modernização e reorganização e neste âmbito estamos disponíveis para cooperar quer a nível tecnológico quer a nível editorial de formação de jornalistas em técnicas de agência”.

Estão previstas duas acções de formação, no âmbito da primeira fase do programa de cooperação entre as duas entidades, uma acção de formação de jornalistas, em Cabo Verde, e um levantamento dos equipamentos necessários para a modernização da Inforpress.

Barroso aproveitou sua estada em Cabo Verde para visitar o Núcleo Operacional de Sociedade de Informação e reunir com a ministra-Adjunta do Primeiro-ministro, Sara Lopes, que tutela a área de comunicação social, tendo ainda prevista uma palestra sobre os Novos Desafios das Agências de Notícias”.

Bobista dja manxe ta labi labi na txuba

Agosto 6, 2007 às 12:40 pm | Publicado em Cânticos e Poesia | 1 Comentário

A Semana On Line sa ta spadja
Bobista dja manxe ta labi labi na txuba!

Txuba marota
so di noti ta parsi
minis so ku gana ta fika
labi labi djuntu ku Bobista

Txuba amiga
tanbe li mais baxu
pa fla mantenha
nha txiga un poku

Sin, sin
rekadu dja N resebi
ku kunpadri http://weather.cnn.com/weather/forecast.jsp?locCode=PRAI&zipCode=433252808375
ma tras di Djar Mai nha sta
i 3 dia ku nos nha ta fika
oxi, manhan i otramanhan

Garzadju li na Praia Maria
ten senpri pa nha
n’anporta ora di xigada
ka nha dura di zimola

Marsianu nha Ida padri Nikulau Ferera

INÉDITO…

Agosto 3, 2007 às 11:55 am | Publicado em Media & Jornalismo | 1 Comentário

é um órgão de comunicação social como o jornal A Semana fechar as portas durante o Verão, deixando o público sedento de informação. No site do jornal, pode-se ler que “a direcção de «A Semana» aproveita também para informar que a edição papel do jornal estará ausente das bancas no mês de Agosto”. 

Em Cabo Verde, há que criar uma nova filosofia em termos da comunicação social, em que esta tem que ser encarada como o elemento-chave para o desenvolvimento das sociedades democráticas. A imprensa não pode dar a informação gota-a-gota, chegando até a abster-se periodicamente das suas funções, sem apresentar uma justificação plausível aos seus leitores. Só dizer que o jornal estará fora das bancas durante o mês de Agosto não chega. É preciso saber porquê que o jornal estará fora das bancas, uma vez que operar no espaço público pressupõe um contrato tácito com os cidadãos. O jornal não pode quebrar este ‘contrato’, feito na base da confiança que estabeleceu com os seus leitores, sem apresentar qualquer justificativa.

O negócio da comunicação social tem as suas especificidades em relação a outras categorias de negócio. Um padeiro ou um pequeno comerciante pode acordar com preguiça e não abrir as portas. Mas, para um jornal, isto não é admissível. Se estamos a progredir para o nível de um país de desenvolvimento médio, convém tenhamos ‘atitudes de desenvolvimento médio’, abandonando muitas práticas terceiromundistas.

SOPCOM-2007

Agosto 1, 2007 às 2:06 pm | Publicado em Media & Jornalismo | 1 Comentário

Já está disponível no site do 5.º SOPCOM, a lista dos painéis e dos simpósios que farão parte do longo debate que terá lugar na Universidade do Minho, entre os dias 6, 7 e 8 de Setembro de 2007. O Congresso de SOPCOM – Sociedade Portuguesa das Ciências da Comunicação é um dos mais importantes debates entre investigadores da área, em Portugal, e este ano vai ter lugar no Campus de Gualtar, em Braga. Ao todo, vão ser 21 sessões temáticas e 5 simpósios, sendo um deles coordenado por mim e pela Prof. Doutora Helena Sousa. Intitulado ‘Comunicação e Lusofonia’, este simpósio acontecerá no dia 7, entre a 9h da manhã e as 11h, na Sala 2207 – 2 º Piso CP2, contando com 5 comunicações:
 
» ‘Comunicação Intercultural e Lusofonia – da teoria à prática’; Maria Manuel Baptista, Universidade de Aveiro.
 
 
» ‘Visões do Mundo e da Nação: jovens cabo- verdianos face à história’; Rosa Cabecinhas e Silvino Lopes Évora, Universidade do Minho.
 
 
» ‘A Globo no mundo: internacionalização de uma empresa televisiva com sotaque brasileiro’; Sergio Denicoli, Universidade do Minho.
 
 
» ‘A Televisão no Espaço Lusófono: Uma proposta de análise comparativa’; Helena Sousa e Silvino Lopes Évora, Universidade do Minho.
 
 
» ‘Comunicação e Cidania Lusófona: definições e reflexões conceituais, políticas lusófonas de comunicação e propostas de vinculação – Brasil / Portugal’; Fabio Valverde Rodrigues Bastos Filho, Neusa Maria Oliveira Barbosa Bastos e Regina Helena Pires de Brito,
Universidade Presbiteriana Mackenzie e PUC de São Paulo.

Arranca a Universidade de Cabo Verde

Agosto 1, 2007 às 1:46 pm | Publicado em Comunicação e Sociedade | 1 Comentário

Com a devida vénia ao jornal A Semana On-line

“A primeira universidade pública de Cabo Verde vai abrir o próximo ano lectivo com um pacote de cerca de 20 novos cursos, entre licenciaturas e mestrados, a serem ministrados nas suas unidades associadas – Instituto Superior de Educação (ISE), com pólos na Praia e no Mindelo, e Instituto Superior de Engenharias e Ciências do Mar (ISECMAR), no Mindelo.
São 13 cursos de licenciatura: Engenharia Civil; Estatística e Gestão de Informação; Matemática; Tecnologia de Informação e Comunicação; Química; Ciências Biológicas; Geografia; Filosofia; Ciências Sociais; História; Estudos Franceses; Estudos Ingleses; e Ciências da Educação.
Todos os cursos de licenciatura têm duração de quatro anos, numa perspectiva de alinhamento com o processo de Bolonha, em curso nos países da Europa, e que procura fornecer uma formação que garanta mais empregabilidade e mobilidade aos formandos.

[….]

Quanto aos mestrados, são oferecidos nas áreas de: Engenharia Civil – Tecnologia de Edificações; Ordenamento e Desenho do Território; Ensino de Matemática; Educação Especial; e Património e Desenvolvimento, estes a decorrer no ISE. No ISECMAR, as opções são Energias; Engenharia Mecânica; e Recursos e Ciências do Mar e das Zonas Costeiras”.

“Da Universidade às Redacções – Caminhos para um Melhor Ensino Superior Público de Jornalismo”

Agosto 1, 2007 às 1:32 pm | Publicado em Media & Jornalismo | Deixe um comentário

No passado dia 26, a minha colega Luciana Fernandes defendeu a sua tese de Mestrado em Ciências da Comunicação, na Universidade do Minho, onde debateram o jornalismo ““Da Universidade às Redacções”, numa tentativa de apontar “Caminhos para um Melhor Ensino Superior Público de Jornalismo” em Portugal. A tese foi orientada pela Prof. Doutora Helena Sousa, docente na Universidade do Minho, e o arguente foi o Doutor Jorge Pedro Sousa, da Universidade Fernando Pessoa, do Porto.
Como em qualquer trabalho de investigação científica em Ciências Sociais,  há sempre uma preocupação que orienta todo o estudo e que os trabalhos de pesquisa procuram esclarecer. No caso da minha colega Luciana, a questão científica era: “Estará o ensino superior público a formar os jornalistas de que as redacções carecem?”. A partir dessa interrogação, houve um longo trabalho de pesquisa, que passou pela recolha de dados juntos dos profissionais da comunicação social, das redacções, das Universidades públicas que dão cursos na área da comunicação social em Portugal, etc. A defesa pública da tese foi um êxito, pelo que damos os parabéns à Mestre Luciana Fernandes.

Create a free website or blog at WordPress.com.
Entries e comentários feeds.