Lusomania, Diálogos e Ciência

Abril 18, 2009 às 8:24 pm | Publicado em Comunicação e Sociedade | Deixe um comentário

Uma ‘sopa’ de comunicações tem marcado estes dias a Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Lisboa) que, desde o dia 14, acolhe o VI Congresso da SOPCOM, IV Congresso Ibérico, VIII Congresso da LUSOCOM e II Colóquio Portugal-Brasil. Desta feita, algumas centenas de conferencistas, principalmente de Portugal e Brasil, mas também oriundos de outros espaços geográficos, se concentraram na capital lusa para debater a Ciência, partindo dos pontos de intercessão que elas estabelecem com as Ciências da Comunicação. A Escola de Comunicação, Artes e Tecnologias da Informação da Universidade Lusófona é a instituição acolhedora do evento, depois de algumas tentativas falhadas de diversificação geográfica do encontro: primeiro, foi Angola a assumir a realização desta edição conjunta dos vários Congressos, para depois rejeitar, alegando falta de meios para arrecadar com todas as exigências do evento. Seguidamente, houve tentativas para que o encontro tivesse lugar em Cabo Verde e esses contactos não se evoluíram no sentido de se transformar numa oportunidade para o nosso país, acabando a Universidade Lusófona por ficar com a responsabilidade da organização. Tendo em conta que esses encontros têm acontecido sempre na Europa e na América Latina, era uma oportunidade para a sua deslocalização para a África, permitindo que outras vozes se fizessem ouvir, já que, como sabemos, a falta de condições e de incentivos à investigação científica não tem permitido que os africanos estejam em pé de igualdade com os seus colegas da Europa e da América Latina na construção do espaço científico lusófono ou do espaço lusófono da ciência. Desta feita, a Lusofonia é, da vez mais, uma lusomania que acolhe os imaginários portugueses e brasileiros, deixando tudo o resto como mero espectador da tentativa de construir uma história.

De qualquer forma, há que destacar essa organização que, do meu ponto de vista, foi muito bem conseguida pela Universidade Lusófona, afastando algumas ‘poeiras’ sobre a credibilidade da sua estrutura organizativa. De acordo com a instituição organizadora, “a realização destes três eventos permitirá potenciar as sinergias decorrentes de uma maior proximidade de investigadores portugueses das Ciências da Comunicação com os seus colegas dos países de expressão de língua portuguesa por um lado, e, por outro lado, com os colegas que trabalham num contexto ibérico”. Destacando a transdisciplinaridade que hoje marca a Ciência, a organização lembra ainda que “a investigação na área dos media afecta quase todos os aspectos da vida social e da produção cultural no nosso quotidiano. O desenvolvimento das novas tecnologias entrosa-se não só nas práticas de comunicação social como também na formação e desenvolvimento de identidades individuais. Tendo como objectivo consolidar os laços que unem as comunidades científicas num espaço lusófono e ibérico, os Congressos contribuirão para apoiar imaginários comuns, revelando-se de crucial importância para fazer face à crescente hegemonia de outros espaços geográficos globalizados. Ao promover a reflexão sobre identidades lusófona e ibérica, localmente contextualizadas, e tecnologias da informação de cariz global, realçam-se as manifestações ‘localizadas’ e ‘globalizadas’ da sociedade em rede”.

De qualquer forma, o diálogo no espaço lusófono ainda tem sido muito desigual. Percebendo disso, os responsáveis das instituições envolvidas procuraram diversificar as esferas de debate, querendo que, esta edição, acontecesse em África, mas também nota-se que os países africanos andam pouco empenhados em querer dialogar com os outros em posições de igualdade (?) ou, pelo menos, tentando quebrar o oligopólio Portugal-Brasil na construção da identidade lusófona. A Lusofonia, portanto, continua a não deixar de ser uma lusomania, construída por Portugal e Brasil, enquanto que os outros países de expressão portuguesa pouco mais são do que figurantes nessa interessante peça de teatro.

Deixe um Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: