“Jornal de Cabo Verde”: uma nova aposta no jornalismo em Cabo Verde

Setembro 30, 2007 às 6:49 pm | Publicado em Media & Jornalismo | 13 comentários

fotoO jornal Liberal acaba de trazer-nos a imagem do novo “Jornal de Cabo Verde”, lançado ontem na Cidade da Praia, reunindo mais de uma centena de pessoas de várias áreas da sociedade cabo-verdiana. O semanário que veio ‘engrossar’ os activos do grupo Media Plus, tem como director Daniel Medina, que já chefiou a direcção da Televisão de Cabo Verde. O jornal é composto por 42 páginas e tem uma tiragem de 7.000 exemplares, sendo que 5.000 será distribuído em Cabo Verde e os restantes, em Portal. Brevemente, o título será apresentado, em Boston, nos Estados Unidos da América, onde vive uma grande comunidade cabo-verdiana.
De acordo com o Liberal, que pertence ao mesmo núcleo empresarial, o “Jornal de Cabo Verde” não é um órgão opinativo, mas sim um canal de informação, que reserva espaço para a opinião.
Tendo em conta a exigência do actual cenário do mercado impresso em Cabo Verde, que conta com 4 semanários e algumas revista, o “Jornal de Cabo Verde” sentiu-se na necessidade de introduzir algumas novidades: traz secções de “Jet Set”, “Nôs Crioula”, “Mulher”, “Fala Povo”. Também cabe no jornal temática ligadas à saúde, à economia, ao desporto, aos negócios e à cultura. Outra coisa não poderíamos desejar, senão vida longa à nova publicação.

FONTE: Liberal Cabo Verde

Anúncios

Ponto Final.

Setembro 29, 2007 às 10:17 am | Publicado em Media & Jornalismo | Deixe um comentário

Enquanto nascem jornais gratuitos em Portugal, alguns dos que pagos põem PONTO FINAL. É o caso do Tal & Qual.

Fonte: Mediascópio

Criolu

Setembro 25, 2007 às 3:36 pm | Publicado em Cânticos e Poesia | Deixe um comentário

Publicamos mais um poema de José Constantino Santos Veiga, a quem agradecemos o envío do documento. Da mesma forma, pedimos desculpas com o atraso, uma vez que poema foi-nos enviado desde o início do mês, mas por causa das férias, acabamos por suspender as publicações por um tempo. O poema está escrito em crioulo, língua sobre a qual o autor fala neste discurso lírico.

nós criolo é sabi pa papia
nós criolo tén conbersu sabi,
mas inda gó, mas bonito é pa
iscrebi, pa lé ta fica mas bonito,
 
tchél gó, é ta fica moda tabacu sabi
na tabaquéro bonito, qui oras qui
bu tchera bu ta ispira bu rinca un
djiato dja bu sta la ta bai.
 
nós kabu berdiano, si nu luta nu ta
consigui, pomodi nu sunha ku
liberdadi, nu luta dia  ku nóti,
homis ku mudjeris, nós sonho rializa,
mas si mé nu créba más liberdadi
povos luta ku fé e confiança
m´ton povos quel dia grita viva
dimcracia.
povos fla;
 
flan sabi, m´flau sabi també
flan fédi, m´flau fédi també
mas dimocracia é ka tché li
dimocracia é liberdadi i igualdadi pa
tudo alguén, pa nu papia nós tudo,
mas ku ruspéto.

Zito Veiga 9894582/2642550 cabo verde

De regresso: acabou a ‘vida boa’

Setembro 25, 2007 às 2:28 pm | Publicado em Blogues: Outras Categorias | Deixe um comentário

Depois de algumas semanas sem ‘postar’ nada, muito por culpa das férias, eis que estamos de regresso. Passei cerca de dois meses em Penacova (na foto), que fica na Região Centro de Portugal, a alguns quilómetros de Coimbra, a respirar a Natureza. Bem, com o problema do Aquecimento Global, embora alguns dias tivesse que suportar alguns graus exagerados de temperatura, sempre anima olhar para a natureza e contemplar o verdejante da floresta que vislumbra diante dos nossos olhos.

Em Penacova, o curso do Rio Mondego passa e rasga as aldeias ao meio. Uma corrente de água percorre mundos dentro de Portugal, carregando as saudades de Coimbra para desaguar na Figueira da Foz, onde o Oceano abre as portas do mundo, para transportar vidas e sonhos para terras longínquas.

Movimentações na comunicação social em Cabo Verde

Setembro 3, 2007 às 4:23 pm | Publicado em Media & Jornalismo | Deixe um comentário

Respeitando a autoria do texto, recuperamos aqui uma notícia muito importante para o mundo dos media, em Cabo verde, trazida a lume pelo jornal A Semana On-line. Dá conta de um conjunto de movimentações no mercado mediático cabo-verdiano, o que augura uma nova aurora para a comunicação social do país:

“O espectro da comunicação social cabo-verdiana está em vias de conhecer uma nova transformação. Pelo menos dois novos títulos devem aparecer estes dias nas bancas, «A Nação» e «Jornal de Cabo Verde». Mas as novidades não ficam por aqui.
Setembro vai ser um mês de novidades para a comunicação social cabo-verdiana, soube «asemanaonline». Para já, dois semanários serão, por esta altura, colocados nas bancas: «A Nação» e «Jornal de Cabo Verde», ambos publicados a partir da Cidade da Praia.
Dirigida por Alexandre Semedo, ex-jornalista e chefe de redacção do «Horizonte», a «A Nação» tem como promotor o empresário Fernando Ortet, proprietário da Alfa Comunicações, a mesma que produz «Iniciativa», revista de economia.
Já o «Jornal de Cabo Verde» está associado a Apolinário das Neves, ex-director do «Expresso das Ilhas», e actualmente director e do Liberal, do grupo Media Plus SA, o mesmo que edita o site de notícias «Liberal» e que, no ano passado, tentou conquistar um canal de televisão.
O primeiro número de «Nação está aprazado para o dia 5(quarta-feira) e o «Jornal Cabo Verde» deverá sair, mais ou menos, uma ou duas semanas depois. O mais tardar até final deste mês.
Entretanto, ao que «asemanaonline» também soube, não está posta de lado a possibilidade de aparecer um terceiro título, que teria entre os seus promotores Ulisses Correia e Silva e David Cardoso, ambos dirigentes do MpD. A razão por detrás da criação desta publicação é que, de acordo com uma fonte, o «Expresso das Ilhas» está em fase de se «descolar» daquela força política, procurando aparecer actualmente como uma publicação mais «soft» e «arejada», depois do período inicial de intenso “militantismo ventoinha”.
Ainda a nível da imprensa escrita, mais concretamente da agência de notícias, Carvalho Santos, ex-director de «Horizonte», vai passar a dirigir a Inforpress. Esta vinha sendo comandada, há vários anos, por Carlos Piedade, chefe de redacção. Uma das missões de Carvalho Santos é reactivar o «site» da Inforpress em endereço próprio.

Televisão 12 horas/dia

Também a nível da televisão há novidades. Enquanto os restantes canais não chegam, a TCV vai passar a emitir, diariamente, a partir das 12 horas. Esta é, aliás, uma intenção há algum tempo anunciada e que a administração da RTC conta concretizar brevemente depois de ter estourado o prazo de Agosto, como data provável dessa nova fase da televisão pública”.

Vénia ao A Semana On-line.

Site no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.